Notícias

Produtores rurais elogiam Curso de Piscicultura oferecido pela Secretaria de Agricultura de Pérola D'Oeste

Postada em 24/05/2014

Agricultores do Município de Pérola D'Oeste tiveram a oportunidade de aprofundar seus conhecimentos em treinamento oferecido pela Administração Municipal. O curso de Piscicultura aconteceu em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural-SENAR. O objetivo do treinamento foi trabalhar a criação de peixes em cativeiro, de acordo com o sistema de cultivo

 

Secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Luiz Ubinski, destacou a importância do curso para proporcionar maior conhecimento ao produtor rural e dessa forma aperfeiçoar sua produção e ampliar seus lucros. "Nosso Município mantém uma grande incentivo da Administração Municipal para piscicultores. O curso teve como objetivo tratar de vários aspectos sobre a criação de peixes. No total, foram 16 horas de curso dividido em aulas teóricas e práticas. O agricultor que participou do curso, com certeza, terá uma considerável melhoria em sua produção de peixes, pois adquiriu uma série de novos conhecimentos", destacou o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente.

Em entrevista ao Jornal Tribuna Regional, a Instrutora do Senar Cláudia Manteli destacou alguns importantes objetivos do curso. "O curso "Sistemas de Cultivo" trabalha 16 horas, ministradas nos dia 5 e 12 de maio. Tivemos a boa participação de 12 agricultores locais. O cultivo do peixe envolve aspectos nutricionais, fisiológicos, da qualidade da água, ou seja, uma série de questões a serem observadas pelo piscicultor".

Prosseguiu afirmando que "a Piscicultura é uma atividade em crescente expansão na região. A consciência mundial voltada para uma alimentação saudável e os programas do governo de compra direta do agricultor contribuem para o fomento do cultivo de peixes. No entanto, a falta de conhecimento ainda é a principal dificuldade enfrentada pelo setor".

A instrutora do Senar destacou que o agricultor acredita que é simplesmente deixar o peixe no açude para crescer e alimentá-lo. "Mas não é bem assim que funciona. Há muitos aspectos para trabalhar, para que o peixe forme uma carne de qualidade e uma produtividade excelente. Após a realização do curso, os produtores aprovaram a iniciativa da Administração Municipal em parceria com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente. Todos os agricultores participantes saíram satisfeitos com os conhecimentos técnicos repassados pela instrutora para serem aplicados na prática nas propriedades envolvidas na criação de peixes".

 

 

 

“A adubação do açude foi uma prática que me chamou atenção. Nunca tinha ouvido falar sobre isso, mas a partir de agora vou passar a utilizar na minha propriedade”, conta o produtor Darci Vargas. No total, 12 agricultores participaram da atividade.