Notícias

Princesa: Oli do Nascimento destaca sua preocupação para com o desenvolvimento regional e a intenção de integrar o CIF

Postada em 10/06/2014

Em entrevista exclusiva ao Jornal Tribunal Regional, o Prefeito Municipal, Oli do Nascimento, fez uma avaliação de sua atuação como Chefe do Executivo Municipal, destacando as ações conjuntas com os demais municípios da região

 

FAIXA DE FRONTEIRA

Oli do Nascimento sempre está envolvido em viagens e importantes eventos, visando a busca de conhecimento e novas experiências que possam ser implantadas em Princesa. Nos dias 29 e 30 de maio, em Foz do Iguaçu, participou do Seminário Internacional dos Municípios da Faixa de Fronteira. “O Brasil possui uma faixa de fronteira de 15 mil quilômetros. Todos os municípios fronteiriços enfrentam grandes problemas, os quais foram discutidos nesse encontro. Esse seminário foi de grande importância, já que por muitos anos o País não teve nenhum investimento na faixa de fronteira, considerando que ela era vista como uma região de conflitos e não de integração entre municípios. Hoje já há outra visão dessa relação entre fronteiras. O seminário foi uma iniciativa do Governo Federal em parceria com a Itaipu Binacional. O principal objetivo foi a busca dos programas existentes para promover a integração, principalmente cultural, e o desenvolvimento dos municípios dessas regiões”, explicou.

Conforme o Prefeito, há um forte diálogo para que Princesa passe a integrar o CIF (Consórcio Intermunicipal da Fronteira), que abrange Dionísio Cerqueira – SC, Barracão – PR, Bom Jesus do Sul – PR e Bernardo de Irigoyen – Argentina. “O Consórcio tem sido uma experiência positiva, reconhecido em nível nacional. Através dessa integração, muitos recursos estão sendo destinados para a região e as ações conjuntas entre os municípios estão proporcionando o desenvolvimento dos mesmos”, disse.

 

RODOVIA DE FRONTEIRA

Princesa também esteve representada na discussão do orçamento regionalizado. O Prefeito ressaltou que a construção da rodovia ligando os municípios da faixa de fronteira da região, entre Dionísio Cerqueira á Itapiranga, será fundamental para que os mesmos tenham uma ligação mais ampla, além da BR 163. “Esse é um grande projeto, que demandará intensas discussões entre os municípios. No ano passado já foi realizada uma audiência pública com a Assembléia Legislativa do Estado, na qual foi elaborada uma carta de intenção. Também tivemos uma audiência com o Governador Raimundo Colombo que, assim como a Assembléia Legislativa, se mostrou favorável á construção da rodovia. Na semana passada, em conversas com o prefeito de Dionísio Cerqueira, Altair Rittes, procuramos mobilizar os municípios dessa faixa de fronteira para que no orçamento participativo, realizado no dia 2 de junho, em São Miguel do Oeste, fosse incluída essa obra. Num segundo momento, nós prefeitos, precisamos nos mobilizar em uma audiência com o Governador do Estado para tomar as primeiras decisões a fim de tornar a rodovia de fronteira uma realidade”, explanou.

Oli do Nascimento argumentou que, além de fazer a ligação entre os municípios, a rodovia também possibilitará um trabalho mais amplo com as agroindústrias de toda essa extensão fronteiriça, fomentando a economia dos municípios e atraindo novas indústrias. Também facilitará o transporte e o escoamento da produção agrícola.

FERROVIA DA INTEGRAÇÃO

Ele ressaltou que a ferrovia da integração, que ligará o porto de Itajaí, passando por Chapecó, até Dionísio Cerqueira e que, futuramente, ligará também os países do Mercossul, será outro importante meio para promover o desenvolvimento da região. “Toda a nossa região seria muito beneficiada com essa obra, visto que os produtos industrializados nos nossos municípios poderão chegar aos portos por um preço muito mais competitivo, bem como os produtos vindos de outras regiões do País, alavancando assim, a economia regional”, finalizou.