Notícias

Dionísio Cerqueira é o primeiro município catarinense que terá 100% do esgoto tratado

Postada em 26/11/2015

 

Nesta sexta-feira, dia 20 de novembro, aconteceu a solenidade de inauguração da primeira etapa do Sistema de Coleta e Tratamento do Esgoto Sanitário de Dionísio Cerqueira. Nesta etapa foi inaugurada a Estação de Tratamento de Efluentes Sanitários, 04 estações elevatórias, 38,7 km de rede coletora de esgoto e 1.925 ligações domiciliares no Centro e nos bairros Salete, São Silvestre, Primeiro de Maio e Nascente do Peperi. O investimento é do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC 2), do Governo Federal, no valor total de R$ 13.955.586,66.

 

Para o prefeito Altair Rittes, a obra representa o compromisso da administração com o futuro, com a preservação do meio ambiente e com a saúde da população. “Dados da Organização Mundial da Saúde apontam que para cada R$ 1 real investido no tratamento do esgoto, R$ 5 reais são economizados em tratamentos de saúde. Não tenho dúvidas que estamos inaugurando uma das mais importantes obras que já fizemos em Dionísio Cerqueira, pois, além de preservarmos o meio ambiente, estamos cuidando da saúde do nosso povo”, destacou Rittes.

 

O superintendente da Fundação Nacional da Saúde (Funasa) em Santa Catarina, Adenor Piovesan, ressaltou o empenho da administração municipal para garantir os recursos junto ao Governo Federal. Segundo ele, esta é uma obra que muitos não querem fazer, pois traz alguns transtornos durante a execução, fica enterrada e para a sua operação é preciso cobrar tarifa. “Por isso, o prefeito Altair está de parabéns por ter tido a coragem de buscar os recursos e executar essa obra, que é sonhada por muitos municípios, e que vai fazer de Dionísio Cerqueira o primeiro município a ter 100% de cobertura na coleta e tratamento de esgoto da área urbana”.

 

Durante o evento, o presidente da Casan, Valter Galina, diretor da empresa que será responsável pela operação do sistema, aproveitou para anunciar que atendendo a um pedido do prefeito Altair, estão suspensas, até o mês de fevereiro, as cobranças das taxas de esgoto para as residências que estão abaixo do nível da rua e que necessitam de procedimentos mais complexos para a ligação até a rede coletora. Além disso, os técnicos da Casan prestarão assessoria aos moradores para identificar a melhor forma para a execução das ligações.

 

A atividade contou ainda com a presença do Diretor do Departamento de Engenharia da Funasa de Brasília, José Alexandre da Costa Machado, do deputado federal Marco Tebaldi, assessores de deputados estaduais e federais e lideranças locais.