Notícias

52 casos de Dengue são registrados no primeiro semestre de 2016 em Pranchita

Postada em 11/08/2016

Resultados laboratoriais, referentes ao 1° semestre de 2016, apontaram que das 52 notificações recebidas, 17 eram autóctone e cinco foram importados

Foram 52 as notificações provenientes da Secretaria do Estado sobre casos de Dengue no Município. Os resultados laboratoriais, que foram divulgados no mês de julho, correspondem aos casos provocados pelo mosquito Aedes Aegypti nos meses de janeiro a junho de 2016.

Segundo a Secretária de Saúde de Pranchita, Marilene Romil, dos casos registrados, 17 foram adquiridos no município e cinco são provenientes de outros locais. O resultado coloca o Município em alerta, mas não representa uma situação de epidemia para esse período. “Não estávamos vivendo um momento de epidemia. O resultado é referente às notificações dos meses de janeiro a junho que foram encaminhadas para o laboratório do Estado”, destacou a Secretária.

No mês de julho, nenhum caso da Doença foi registrado no Município. Segundo Marilene, o processo de aferição para os casos suspeitos constitui da notificação na Secretaria da Saúde seguida da coleta de material para a realização do exame.

Porém, o novo boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde do Paraná nesta terça-feira, dia 26, apontou que 89 cidades paranaenses estão com epidemia de dengue, duas a mais do que no boletim anterior, do dia 19.

Os municípios que entraram para a lista são Pranchita e Tamboara, no noroeste. Para uma cidade estar em epidemia, são necessários mais de 300 casos para cada 100 mil pessoas.

O Paraná já tem 55.640 casos confirmados de dengue deste agosto de 2015. Até semana passada, eram 55.260. O número de mortes causadas pela doença permaneceu o mesmo: 61. Todas as mortes aconteceram neste ano.