Notícias

Pérola do Oeste: Sindicato dos Trabalhadores Rurais participou do 6º Encontro Sulbrasileiro de Organizações e Movimentos Sociais

Postada em 03/09/2016

Foi debatido as reivindicações para a melhoria da qualidade de vida da população que vive no campo

O evento aconteceu nos dias 30 e 31 de agosto em Francisco Beltrão-PR. Participaram diversas entidades não governamentais com foco, principalmente, na agricultura, segundo Paulo Roberto Czekalski, Presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais e Secretário da Direção da SSESSOAR .

“Foi um momento de fazer uma avaliação dos trabalhos realizados, falar sobre a organização e a luta pelos nossos direitos. Essas entidades e movimentos sociais buscam sempre lutar pelos direitos e melhor qualidade de vida”, salientou o presidente do Sindicato.

Essa luta, que foi pautada no evento, tem relação, por exemplo, com as mudanças na previdência social. Há a expectativa de que a idade mínima de aposentadoria sofra alteração e passa a ser de 65 anos, tanto para homens como para mulheres. Hoje, os homens que trabalham na agricultura familiar se aposentam com 60 anos e as mulheres com 55 anos.

É nesses momentos que entra em ação a organização. “Nós representamos a agricultura familiar. Estamos aqui para ouvir os nossos agricultores e reivindicar. Podemos viver no campo, mas com qualidade de vida. Podendo produzir alimentos, mas também precisamos ter garantia dos nossos direitos”, afirmou Paulo.

Além disso, os avanços também são importantes: “Temos que levantar nossas demandas: quais que são os nossos anseios e lutar para que possamos avançar mais e também garantir aquilo que nós conquistamos”, afirmou o presidente. Esse é o papel dos Sindicatos. As demandas, coletadas com o contato direto com os agricultores, são levadas aos governantes, tanto na esfera municipal, como estadual e federal pelos sindicatos.

Casa Familiar Rural realiza jantar para angariar fundos

O jantar acontece no sábado, 3 de setembro, na comunidade da Esquina Gaúcha. O evento acontece no pavilhão da Igreja Católica e é destinado à busca de recursos financeiros para a continuação dos trabalhos com os jovens.