Notícias

Dionísio Cerqueira: Vereador mais votado fala sobre melhorias na agricultura e nos bairros

Postada em 25/10/2016

Valdecir Schmeier, do PMDB, foi o candidato a vereador mais votado. Ele obteve 661 votos e fala sobre a atuação no legislativo, a partir de 2017.

Schmeier, como surgiu a ideia de colocar seu nome à disposição?

Gostaria de cumprimentar a cada cidadão cerqueirense, de uma forma especial a todos os eleitores que acreditaram na minha pessoa. Foi uma votação histórica no Município. Eu não esperava obter tantos votos. Essa foi a terceira vez que me candidatei a vereador. A política não pode ser feita só em período eleitoral. A vida da gente é o dia a dia. Não adianta o político ser bom em período eleitoral, com buzinada, batidinhas nas costas. O povo está cansado disso. A minha campanha foi feita da seguinte forma: o pessoal das comunidades, entidades e associações dos bairros sempre me convidaram para um almoço, janta. Recebi convites do pessoal das igrejas. Independente de religião, sempre convidaram o Schmeier pra confraternizar. Eu sempre marquei presença e isso foi essencial. Essa votação não pendeu apenas para o lado do interior, cidade ou bairro. Ela foi de uma forma geral. Para se ter ideia, eu fiz votos na região do São Francisco e votos na Comunidade da Barra da União. A distância de uma comunidade para a outra é de mais ou menos 80 km. Eu sempre percorri todo Município e foi uma votação expressiva. Não é que saiu um voto em uma ponta e outro voto na outra ponta. Foi de uma forma semelhante.

Como eleito, como o trabalho que será desempenhado?

Tenho uma meta que é no setor dos bairros. Aqui, no Três Fronteiras, temos um problema. Não quer dizer que o Schmeier vai resolver, mas eu preciso mostrar para a população que eu tenho vontade de resolver de uma vez por todas. É muito urgente a construção de uma galeria aqui no bairro. Passa eleição, vem eleição e os políticos vão prometendo e nunca é feito nada. Na questão da agricultura, vou trabalhar com o prefeito pra que seja criado mais uma patrulha. No setor da agricultura são, aproximadamente, 900 propriedades que contribuem com o bloco do produtor rural. Mais da metade, passa um ano, passa dois e não recebe nenhum serviço de máquina: arrancar toco, enterrar pedra, a limpeza de um bebedouro, uma estrada de roça. Tem que melhorar. Acho que aconteceu a derrota da oposição, pelos votos no interior, pela falta de atenção dentro das propriedades. Estradas gerais eu não tenho nem o que comentar. É visíveis que estão boas. O problema mais sério é dentro das propriedades. Na questão da aduana, é terrível o que está acontecendo. Ela é uma trava no nosso Município. É uma das maiores indústrias e hoje não funciona bem. Temos que nos unir com as autoridades, a nível de estado e a nível federal. Aqui no Município, deu para ver que não tivemos força. É realizada uma reunião pra marcar outra. Foram feitas várias reuniões com os Municípios do CIF, mas até hoje nada foi resolvido.

E os agradecimentos por essa conquista?

A política passou e eu acredito que tem que administrar da melhor forma possível, sem discriminar ninguém. Claro que, sempre a gente vai priorizar mais o povo que esteve no lado, na caminhada da campanha, mas eu sou vereador de todos. Temos que deixar as diferenças políticas de lado e trabalhar para todos.