Notícias

Pérola D’Oeste: Bispo da diocese de Palmas e Francisco Beltrão visitou Paróquia Sagrado Coração de Jesus

Postada em 25/10/2016

Na Igreja Matriz, Dom Edgar Xavier conversou com a comunidade católica

Dom Edgar Xavier esteve em Pérola D’Oeste no dia 19 de outubro. A visita do bispo, da diocese de Palmas e Francisco Beltrão, ocasionou um encontro que foi realizado no período da noite. Participaram famílias, jovens, idosos e lideranças pastorais.

A impressão dele sobre a reunião foi positiva. “Fiquei extremamente surpreendido pelo número de pessoas que se reuniam. O convite foi do Padre Silvestre e também do irmão Renato, pra que pudéssemos ter um encontro com as lideranças. Quase todas as comunidades foram representadas. As pastorais e movimentos também participaram”, disse o bispo.

Um dos aspectos abordado no evento foi a trajetória dele. Os objetivos na missão de pastor também estiveram incluído. Também aconteceu um momento de diálogo com as pessoas presentes.

O bispo agradece pelo convite. “Eu estou muito feliz pelo convite e pela oportunidade de poder ter uma radiografia da comunidade católica do Município”, salientou.

Na oportunidade, foram debatidos vários assuntos, dentre eles a família. Segundo Dom Edgar, a família, os jovens e as crianças são as principais preocupações na missão evangelizadora da igreja. A família é uma referência a partir de Jesus, José e Maria.

O que se nota é de que há certa fragilidade nos laços matrimoniais. “Passamos por um momento utilizando uma imagem de turbulência na vida familiar. Então, com toda a igreja, queremos intensificar a pastoral familiar. Queremos trabalhar com os casais mais novos, mas também preparar o jovem para o sacramento do matrimônio”, justificou.

O casamento, como sacramento, deve ser para a vida toda e a preocupação é de preparar os jovens, amadurecê-los na consciência de que assumir um sacramento é mais do que um vínculo afetivo. Assim, segundo o bispo, o fundamento está em Jesus Cristo, no amor que ele tem pela humanidade.

Assim, qual deveria ser o caminho a ser trilhado? “A redescoberta do valor sacramental deve acontecer na catequese, com os adolescentes. Como prepará-los para que possam decidir conscientes de que essa é uma nobre missão de continuadores da obra de Deus, através da família? A família tem um papel de grande relevância na sociedade e igreja. Nós temos que fazer de tudo para salvar a família porque é um lugar especial. Eu digo sempre que a minha casa, a dos meus pais deve ser o melhor lugar do mundo. Dentro de casa deve ser o melhor lugar do mundo. Não deve existir outro lugar que concorra com esse lugar que é o seio da família”, contextualizou.

Além disso, o bispo destacou a importância do trabalho para o desenvolvimento e fortalecimento da igreja. Esse contexto leva ao batismo que conduz à comunidade. Para o bispo, a riqueza da igreja católica está no número de atividades que são realizadas por leigos, juntamente com padres, bispos e religiosos.

Esse aspecto foi visível em Pérola D’Oeste. “Todo batizado recebeu uma missão e eu notei aqui que há um grande número de lideranças que estão assumindo uma ou mais pastorais. É com elas que queremos contar. A missão da diocese não está concentrada na pessoa do bispo e dos padres, mas em todos nós, fazendo o bem, a sua vocação e sua missão”, salientou.

O padre Silvestre Selunk, da Paróquia Sagrado Coração de Jesus, agradece a participação de todos no evento. Sem missa, a realização de sacramento também não aconteceu.

O encontro foi um sucesso A participação foi essencial para isso e dependeu de um ambiente favorável. “Devemos agradecer a Deus por essa ocasião e também agradecer por outro motivo: o tempo colaborou. Estávamos preocupados com a chuva. As pessoas vieram da cidade e do interior. Elas estão demonstrando que querem caminhar junto com a gente e somar forças na busca pela integração”, salientou Silvestre.

 O bispo também visitou comunidades e a Rádio Pérola.